Análise: DJ Alpiste – Pra Sempre

28 09 2007

djalpiste_prasempre.png

“Seu país não está em guerra, mas passa fome, aqui o nosso bush tem outro nome”.

“A bala perdida matou mais um inocente. Morreu de overdose mais um dependente”.

“Música banal vende e faz sucesso. Toca no rádio e você até compra ingresso”.

“Quem roubou no mensalão foi leito de novo as custas da ignorância de um povo”.

Dj Alpiste está de volta com suas rimas polêmicas e confrontantes que abordam temas como sexo, prostituição e questões sociais. Quebrando tabus no meio evangélico desde 1990 o rapper lança seu novo trabalho que traz cinco canções inéditas ao lado de sete regravações remixadas.

Assim como seu disco anterior – “Coisas Que Você Precisa Ouvir” – “Pra Sempre” foi produzido pelo próprio cantor, vem com o selo da Leonel Line na produção executiva e projeto gráfico de Anderson Novais. Marco Leonel lançou ano passado, além do Alpiste, os álbuns de Tina, Scooby e Panthro, entre outros.

Após uma intro estilo ano 80 criada por Dj Katatau o rapper surge com “Só Deus Pode Me Julgar“. Com rimas auto indicativas (uma particularidade do rap e hip hop, seja secular , seja gospel, são esses momentos em que os rapper rimam falando sobre si mesmo) a canção versa sobre “nossa prestação de contas que vai ser individual” (Romanos 14:12).

A melhor música é “Vai Voltar” que versa sobre a volta de Cristo, nossa bendita esperança. O refrão traz o reforço vocal de Jadiel, A primeira estrofe traz uma série de frases reflexivas, a segunda narra um assalto a banco e a terceira uma série de frases otimistas em relação a mudanças na sociedade mediante a operação do Espírito Santo.

As bases estão muito boas. Batidas funkeadas com diversos efeitos deixam os hinos com uma levada bem dançante.

Pela Grana” possui uma pegada estilo Dr Alban. Interpretado por Alpiste, Nill e Mc Carlinhos a canção versa sobre I Timóteo 6:10: “Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores”.

Voltando ao estilo auto indicativo “O Que Eu Mais Quero” narra as desventuras de Alpiste com Tina. No CD “Fanático” já havia rolado um desabafo deste tipo na música “Saudade de Você“, depois de uma reconciliação parece que as cosias não deram certo de novo.

A partir deste ponto começam os remixes. A primeira escolhida é “Vencer o Mal” encontrada no segundo disco do rapper. Esta versão traz uma roupagem meio anos 70. Ficou legal, mas a versão original e até mesmo a versão acústica também já são muito boas. Na verdade todos os hinos remixados fizeram parte do acústico. Poderiam ter escolhida outras.

Guerreiro do Senhor” traz uma pegada conduzida por um groove de baixo-batera e o refrão é cantado com efeitos ralentando a rotação.

Fanático” vem com uma roupagem dance anos 80 muito usada no inicio da “house music” conhecida como dubs (não confundir com overdubs que são acertos feitos no instrumental após uma gravação ao vivo). Detalhes de piano conduzem o louvor.

A música que ficou mais diferente foi “Louvado Seja“. Mantém a pitada de samba, mas vem sem a linha de baixo que caracteriza o hino. Com certeza a versão original (e até mesmo a acústica) é mais impactante.

Uma enquête abre “Depois do Casamento” que retrata um diálogo entre um casal, onde o cara quer ter algo mais intimo com sua namorada e usa como argumento o sentimento que existe entre eles, mas a garota mostra que uma coisa não tem nada haver com a outra, ela até gostaria, mas prefere esperar o casamento por causa do seu compromisso assumido com Deus.

Cidade Nua” é mais uma critica contra nossa sociedade materialista que dá mais valor ao ter do que ao ser. E pior ainda, que nos convence a sempre querer ter mais. Que nos convence em sempre estarmos insatisfeitos com o que temos e somos.

DJ Alpiste ficou conhecido nacionalmente desde a época do Kadoshi, mas alcançou projeção nacional mesmo em seu segundo álbum, especialmente por causa da faixa Inimigo, que foi sucesso também no meio secular. No encarte do disco está escrito que a musica foi escrita em parceria com rapper Mv Bill, mas foi um erro de impressão da capa, ela é de autoria exclusiva de Alpiste.

Aqui recebeu uma versão mais trash, em relação a versão original e em relação a versão acústica que tinha ficado bem pop. Particularmente, ainda prefiro a original. É mais densa.

DJ Alpiste remarca sua presença com mais um trabalho de qualidade que veio somar na black music nacional… mas ficou devendo um álbum com um número maior de inéditas no repertório.

badge_roberto.png





Coral Kadmiel

26 09 2007

kadmiel_post.png

Em 1997, a partir de um núcleo familiar e de amizades de infância, foi concretizado o sonho de 26 jovens de Campinas, interior de São Paulo: o Coral Kadmiel.

Tendo como base a Soul Music, transitando entre Jazz, Blues, rítmos africanos, alguns gêneros da música latina, com composições próprias e arranjos novos, o Coral Kadmiel tem alcançado um público muito diversificado.

O grupo vislumbrou novos horizontes com o passar dos anos e seguiu conquistando novos espaços, novas Cidades e Estados por todo Brasil. O Coral em parceira com a ONG Afrobrás – que viabiliza o ingresso de alunos carentes em universidades privadas -, se apresenta em muitos eventos de inclusão social.

Hoje o Coral Kadmiel é considerado um dos melhores do país e com suas músicas busca explorar todo o potencial de seus integrantes com solos ou músicas a capela em vários idiomas e sempre interpretadas com muita energia.

Recentemente, eles lançaram o tão esperado CD intitulado “Maranata”.O CD foi gravado entre os meses de Janeiro e Julho de 2007. Este é o primeiro trabalho do Coral e se mostra versátil e contemporâneo, sem abrir mão do bom gospel tradicional.

A primeira faixa é dividida em dois momentos, o primeiro deles é uma introdução vistuosa com cordas, teclado e órgão da música ‘Ele É’. A segunda faixa, a música ‘Ele É’, propriamente dita, fala sobre a presença de Cristo dissipando as trevas na vida do cristão e trazendo uma sensação de alegria constante.

A terceira música, chamada Rei dos Reis, é uma música bastante contemporânea, com um vocal poderoso, o Coral declara as qualidades de Cristo e nosso papel como adoradores e não meros expectadores da Glória por Ele manifesta. A ministração de Rei dos Reis fica por conta de Danilo, que ministra com liberdade e autoridade.

 

‘Eu Prefiro Cristo’, a terceira faixa, é um gospel tradicional. Duas solistas – Bia, contralto e Neli,soprano -, dividem a ministração da canção que versa sobre a satisfação do cristão com Cristo e foi inspirada no hino ‘Mil vezes prefiro’, pertencente ao Hinário e Cantor Cristão.

A faixa 5 é a tradicional e mundialmente conhecida ‘Amazing Grace’. Composta por John Newton, no Século 19, essa canção ganha uma roupagem mais latina, com muita percussão e teclados. O solo incidental fica por conta de Neli.

 

Logo após vem ‘União’, uma canção com uma linguagem conscientizadora, através dela, o compositor Michael Charles, busca trazer ao ouvinte a responsabilidade que também lhe é atribuída na construção de um mundo melhor. Os solos são realizados pela contralto Denise e pela soprano Berenice. O instrumental traz novamente a presença de cordas em movimentos ‘holwoodianos’, enquanto o Coral cromatiza os naipes de maneira precisa.

 

‘Eu Quero Louvar’, faixa 7 do CD, é a mais dançante. Traz uma característica de remix e faz o ouvinte dançar enquanto celebra a vida em Cristo e as delícias que nela há.

 

A oitava canção, intitulada ‘Por Tudo Que Tu És’, é a primeira composta pelo maestro Nilton Silva, que a escreveu em um momento de profunda reflexão sore a vida cristã. O Coral traz nessa faixa características de dinâmicas envolventes, ora suave, ora forte e poderoso.

 

A faixa seguinte, a nona do CD, chama-se ‘Dá-me Mais’ e é mais uma composição de Michael Charles, do Coral Resgate. Nela o Coral expressa um sentimento muito comum hoje: comer e beber de tudo que Cristo proporciona. O solo fica por conta de Danilo novamente.

 

“When The Saints Go Marchin’ In”, faixa 10, é um gospel muito tradicional e começa a nos trazer o clima do título do CD. O maestro Nilton Silva fez uma roupagem nova de solos e manteve as características originais do vocal e das bandas do Sul dos Estados Unidos. Michael Charles faz a ministração e o terceiro solo, enquanto a soprano Rebeca e o tenor Danilo, fazem os dois outros solos incidentais.

 

A faixa 11, “Rocha Eterna”, foi especialmente dada ao Kadmiel pelo renomado compositor e organista Butch Heyward, do Institutional Radio Choir, de Nova Iorque. Os arranjos vocal e instrumental seguem fiéis ao original e nos preparam para a música tema do CD, seguindo a mesma temática.

 

Encerrando o CD, vem a faixa-título, “Maranata”. A opção de colocá-la para fechar o CD vem de encontro à história que vem sendo contada pelas outras canções, chegando ao final da vida cristã e o Céu.

 

Maranata não é uma palavra muito usada nos dias atuais e a canção é justamente para resgatar o desejo e o objetivo maior do cristão: ir para o Céu. O solo e ministração ficam a cargo de Michael Charles que a interpreta de forma vibrante e cheia de sentimento, deixando o ouvinte pronto para dizer: Maranata, ora vem Senhor Jesus!


Para maiores informações ou contato com o Coral, ligue para (19) 2121-0548 ou 9213-5232.

 





Dicas de Gravação, Parte 1

20 09 2007

colunaroby001.png

O Repertório

É muito importante escolher, analisar e organizar o repertório que será gravado de acordo com o estilo desejado e timbre de voz. Isso facilitará no quesito interpretação e escolha da ordem em que as músicas serão gravadas.

Se no seu repertório existir músicas com velocidades, ritmo e pulsação variadas (lentas e rápidas), a minha sugestão é que você comece a trabalhar pelas canções que exijam maior desenvolvimento rítmico, pois a pulsação mais rápida no início da gravação ajuda no aquecimento das suas pregas vocais e na sua disposição para a gravação.

Gravando Músicas com Pulsações Rápidas

A sensibilidade auditiva é algo muito pessoal, porém existe um padrão universal para a gravação de voz. Fique atento ao volume do fone de ouvido e como a musica é rapida, o apelo percussivo vai estar em evidência. Prefira portanto a “cozinha” (bateria, percussão e baixo) em destaque na mixagem do seu fone e em segundo plano a harmonia (teclado e guitarra).

Se a música exigir volumes mais acentuados em alguns trechos, a “cozinha” vai dar a base para que você não saia do rítmo. Obviamente a harmonia também será guia para sua afinação, mas como a música é ritmada, o importante é vibrar junto com ela!

Performance na Gravação

Para que a gravação tenha uma qualidade satisfatória quanto à interpretação, é essencial o cantor, se possível, decorar a música. A diferença de quem canta lendo e canta sabendo é muito perceptível no resultado final.

Quando se está lendo fica mais difícil viver a canção e a sua mensagem.

É isso aí, até a próxima.

badge_roby.png

Robson Nascimento é pastor, cantor, compositor, produtor musical e dono do estúdio MasterPiece Studios. Para maiores informações acesse o conteúdo Talento do Mês e você saberá mais sobre o MasterPiece Studios ou ligue para (11) 5908-0856 / 3384-0080.





Gravação do CD e DVD do PG

19 09 2007

pg_post.png

PG, ex-vocalista do Oficina G3, reúne amigos e intercessores para o que será uma grande festa de celebração a Deus na Igreja Bíblica da Paz, na Vila Guilherme, dia 22 de setembro, para gravar seu mais novo CD e o primeiro DVD de sua carreira.

O trabalho terá o título ‘Eu Sou Livre’, escolhido pelo próprio PG, que remete ao objetivo do sacrifício de Jesus na Cruz, tornar Seu povo livre dos pecados. ‘Só quem é salvo e obedece a Jesus consegue viver livre da escravidão do mundo’, afirma o cantor.

Sem perder o estilo rock, PG promete surpreender o público com arranjos e efeitos inovadores produzidos por ele em parceria com Leandro Aguiari. ‘Tenho a convicção de que, em termos técnicos, este é o meu melhor trabalho. O CD é rock, claro, mas dentro desta linha existem as baladas rock, para atingir aqueles que curtem esse tipo de som’, afirma.

PG diz que está mais maduro e isso é um reflexo de suas experiências nos dois álbuns anteriores, ‘Adoração’ e ‘De um Lado a Outro’, e apesar de inovar nesse novo trabalho, vai mesclar idéias dos dois últimos álbuns em 12 canções inéditas, sendo que no DVD, ele e a banda tocarão mais 6 músicas que fizeram parte do ministério solista.

Uma grande novidade nessa gravação serão as versões de ‘Mi Universo’ e ‘Te Veo’, do cantor mexicano Jesús Adrián Romero. PG decidiu acrescentá-las ao repertório para dar um brilho ainda mais especial ao novo projeto. O Roqueiro conta que foi muito impactado por essas canções, por isso decidiu dividi-las com o público. ‘Estou certo de que a galera vai gostar’, diz.

Para PG e seus músicos o evento será muito mais que apenas momentos de festa e confraternização, ele garante que o trabalho está sendo feito com muita dedicação para alcançar não só o povo de Deus, mas também os não-crentes, sedentos de Sua palavra.

”Meu objetivo não é apenas mostrar um show de músicas, mas sim passar a todos que estiverem presentes o que o amor de Deus pode fazer em uma vida que se coloca em liberdade para adorar a Jesus”, declara.

Pra quem quiser conferir a gravação do novo CD e DVD de PG, o evento acontecerá no dia 22 de Setembro, à partir das 18h, na igreja Bíblica da Paz, que fica na Rua Dona Santa Veloso, 575, Vila Guilherme, em São Paulo. A entrada é franca.





Novo CD solo de Marvin Winans

18 09 2007

marvinwinans_post.png

Marvin Winans, um dos cantores e compositores mais premiados, vencedor de vários prêmios Grammy e Dove Awards, membro da mais famosa família da música gospel, alça seu primeiro vôo solo com o álbum “Alone But Not Alone”, que será lançado dia 25 de Setembro.

O primeiro single, “You Just Don’t Want To Know”, foi selecionado para fazer parte da trilha sonora do filme “A Good Man Is Hard To Find” – ainda em processo de gravação e que será estrelado por Hill Harper de CSI: NY, Golden Brooks e pela cantora Deborah Cox.

Marvin ficou conhecido internacionalmente como o vocalista principal do grupo The Winans, junto com seus irmãos Ronald, Carvin e Michael, o multi-premiado quarteto que revolucionou a maneira do mundo ver a música gospel. O The Winans emplacaram hit após hit nos anos 90, clássicos como “Tomorrow”, “Ain’t No Need To Worry” com participação de Anita Baker, “It’s Time” com participação de Teddy Riley, isso para citar somente alguns.

O novo CD que terá 12 faixas, cheias de todo o vocal e letras que tornaram o The Winans um ícone da música gospel. Do início da primeira canção até o final da última, o projeto mostra canções com “messagens inspiradas de situações cotidianas onde a fé faz a diferença”, explica Marvin, bem ao estilo construído pelo legado dos The Winans, recheado com muito smooth jazz e baladas.

“Não existe voz igual a do Marvin. A mensagem dele é atemporal. O ministério dele é de mudança de vidas e a sua música é algo que o mundo precisa ouvir. Eu amo Marvin e vocês também o amarão,” diz CeCe Winans.

Nesse projeto Marvin junta forças com o produtor Tommy Sims, que com sua extensa experiência na música (Michael McDonald, Kenny Loggins), foi capaz de manter o estilo marcante de Marvin e deixá-lo super atual, sem comprometer seu conteúdo gospel.

O single “You Just Don’t Want To Know” é uma balada dirigida por uma guitarra acústica que foi coroada com a voz belíssima de Marvin que certamente arrebatará a todos e fala as responsabilidades de um homem em seu casamento baseado na passagem de Romanos, capítulo 15.

A faixa “Alone But Not Alone”, abre com uma música incidental de Marvin Gaye, “Inner City Blues”, depois vem subtamente a transição para a declaração de Marvin do seu sólido relacionamento com Deus. Esta é uma faixa up-tempo que vai do smooth jazz ao neo-soul que mostra bem o vocal fora do comum produzido por Marvin. “Alone But Not Alone é uma canção de encorajamento e afirmação de que devemos nos manter firmes naquilo que cremos quando ninguém mais acredita”, esclarece Marvin.

“Alone But Not Alone” oferece ainda sons remanescentes do quarteto The Winans, como na canção “My Story”, uma alegre colaboração de seu irmão gêmeo Carvin e “He Broght Me Joy”, canção que foi a última gravação que seu irmão Ronald fez em vida para testificar a fidelidade de Deus.

E mantendo as coisas em família, o CD será lançado pelo selo PureSprings Gospel, que pertence a sua irmã CeCe Winans e distribuido pela EMI. Então fiquem atentos para o lançamento, lembrando que o CD pode ser encomendado pelo site Amazon.





O mais novo estúdio do mercado

17 09 2007

masterpiece_post.png

 

Como não poderia ser diferente, após larga experiência na carreira musical, o renomado cantor, maestro, produtor e compositor Robson Nascimento abre seu próprio estúdio, dedicando-se exclusivamente à produções cristãs, seguindo o chamado à Santificação que envolveu todo seu ministério.

A qualidade e excelência de suas produções, principalmente pelo diferencial de seus arranjos e assinatura inconfundível de seus back vocais, que sempre foram alvo do elogio de todos, coroaram o trabalho de Robson como produtor com indicações aos prêmios Troféu Talento – por melhor arranjo musical -, e ao Grammy Latino – pela produção de seu CD solo ‘Tudo O Que Soul’.

“Me dedico muito à preparação dos cantores. Para mim, uma das partes mais importantes da produção é a direção vocal, onde uso toda minha experiência como professor de canto para levar o cantor a atingir o seu melhor”, afirma Robson, mostrando-se apaixonado por esse novo emprendimento.

A Masterpiece Studios tem como marca de suas produções a qualidade e o talento de Robson Nascimento, oferecendo ao cantor o diferencial de uma exclusiva preparação e direção vocal, contando com material de apoio utilizado para preparação vocal e dicas específicas para que se possa descobrir e desenvolver um estilo próprio de cantar e interpretar.

Toda essa experiência, Robson passa a dividir com os leitores do Gospel Inside, iniciando sua coluna dando dicas de gravação. Para maiores informações, ligue para (11) 5908-0856 / 3384-0080 ou acesse www.masterpiecestudios.com.br.





O novo CD do Diante do Trono

10 09 2007

diantedotrono2_post.png

7/7/7, essa foi a data da gravação ao vivo do décimo CD da série Diante do Trono. Cada evento do Diante do Trono tem suas peculiaridades, porém, este evento foi superlativo, diferente das outras nove gravações que aconteceram nos últimos dez anos de ministério.

O álbum começa com a canção ‘Música do Céu’, um rítmo empolgante com influência irlandesa. O público saltou e vibrou, literalmente, enquanto cantavam.

Em seguida vem uma canção especial, ‘Mais que Vencedor’. “A escrevi em uma noite na qual sofri uma grande afronta. Ela é para ser cantada por todos que passaram por situações em que o inimigo tentou fazer parar, desistir e cair. Ela é um brado de vitória!”, afirma Ana Paula Valadão. A letra começa com a declaração da vitória em Jesus, em seguida ela faz indagações que são automaticamente respondidas.

Em seguida vem a música ‘Debaixo dos nossos pés’, onde André Valadão canta a mensagem contida em Romanos 16:9, mais uma vez a multidão pulou, decretando que o Rei da paz em breve esmagará a satanás com os pés.

‘Cordeiro e Leão’ é a canção seguinte, que exalta o único digno de adoração, e foi ministrada ainda por bailarinas vestidas com estolas pintadas à mão.

Logo após, Ana Paula, em um ato simbólico, tomou em suas mãos a chave do Rio de Janeiro, entregue anteriormente a um pastor da cidade, e devolveu a Deus. Esse ato antecedeu a canção ‘Príncipe da Paz’, um clamor para que Ele tome seu lugar devido e reine com autoridade.

Após declarar a derrota do inimigo, exaltar a Deus e entronizar o Príncipe da paz, foi a vez do Diante do Trono ministrar ‘Corpo de Cristo’ à Igreja. A canção é formada por perguntas inquietantes para os dias de hoje e que ainda aguardam uma resposta.

As próximas músicas, ‘Espírito de vida’, ‘Autor de vida’ e ‘Tudo vem de Ti’ falam do relacionamento de Deus com seus filhos. Um Deus próximo, que anda lado a lado, um artista que vê em Sua criação uma obra prima. Como reconhecimento de que nada tem o homem se do céu não lhe for dado, todos ainda cantaram que tudo pertence a Ele.

Soraya Gomes ainda canta uma música que foi escrita nas vésperas da gravação, ‘Tua Glória’, que fala sobre o desejo pela presença de Deus. Ana Paula ministrou com ousadia sobre toda a multidão após a canção. Essa ministração, no entanto, é uma exclusividade do DVD que será lançado até o final do ano, assim como a primeira música, entitulada ‘Rio de Janeiro’, uma bossa nova feita em homenagem à cidade.

Príncipe da Paz é um CD diferente, a mensagem contida no décimo CD ao vivo do Diante do Trono é uma arma afiada a ser cantada em todo tempo.