Entrevista com Leonardo Gonçalves

31 08 2007

leo_post.png

Entrevista de Leonardo Gonçalves, concedida à Radio Novo Tempo, feita por: Edu Santos (locutor), Giovane Barbosa (coordenador da gravadora Novo Tempo) e Luciane Rocha (repórter da revista Novo Tempo).

Luciane Rocha: Leo, o encarte tem uma forte dose de personalidade, muitas fotografias, rabiscos, alguns recortes, umas fitas também, enfim, um projeto gráfico… O que é isso?

L.G.: A capa já é uma coisa interessante, você olha para ela e não entende nada, né? Tem três folhas de papel, meio amassadas, meio que jogadas, um vermelho, um bege e um marrom mais escuro e escrito ‘Viver e Cantar’, aparentemente com a letra de alguém. Realmente, você pode olhar assim e pode achar: ‘Meu! Que coisa estranha!’, não é?

Pra começar essa letra que está escrito ‘Viver e Cantar’ é a minha letra assim como a letra que você vê no decorrer do encarte, no nome de todas as músicas. O Zé Carlos Gasparazzo, que é designer gráfico responsável pela arte do CD, escaneou. As fotos foram tiradas pelo Chapolim, a Gláucia também ajudou na direção de fotografia. As folhas rasgadas na capa, na verdade, representam cada uma, um dos três blocos do CD, divididos por assuntos teológicos. Os interlúdios são para o ouvinte perceber que estamos mudando de bloco.

O primeiro bloco, representado pela folha vermelha, é o bloco da história da redenção, tem uma abertura, depois tem quatro músicas, uma que fala sobre a morte de Cristo – o sacrifício -; a segunda fala sobre a ressurreição, que é a música ‘Ele Vive’. A terceira música, ‘Ele virá’, fala sobre o tempo do fim, a música cinco, ‘Um dia’, fala sobre a nova Terra. Depois vamos para o segundo bloco, que está representado na capa pelo papelzinho bege. Esse bloco fala sobre o relacionamento com Deus, e são: um interlúdio, depois quatro músicas com foco, principalmente, na liberdade, no conhecimento da verdade ‘Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará’, e este conhecimento real da palavra de Deus. Um conhecimento real da pessoa que é Deus, no relacionamento íntimo e pessoal, que é o que nos dá a liberdade. E no último bloco, mais um interlúdio e quatro músicas no assunto louvor e adoração; estilos de louvor e adoração diferentes, aproximações e abordagens diferentes desse assunto.

Depois tem um pós-lúdio e duas faixas bônus. Uma das faixas bônus é ‘Nachamu, Nachamu’, que é uma música em hebraico do meu CD de música judaica que será lançado, acredito que até o fim do ano. Eu espero que até o final do ano a gente tenha esse CD também, de música judaica, isso é uma prévia já. A música é toda em hebraico, sobre o texto bíblico de Isaías 40, versículo de 1 a 3, ‘Consolai meu povo, diz o Senhor’ e assim por diante, você que está aí na sua casa pode pegar sua bíblia e conferir. E a segunda faixa bônus que é o ‘Ele virá’, numa outra versão, essa é a versão acústica, no final tem a versão completa.

Luciane Rocha: ‘Viver e Cantar’ é a música 7, não é? É o título da obra e uma música de João Alexandre, como é que nasceu essa parceria e porque que ela se tornou o título de seu trabalho?

L.G.: Na verdade eu sou um grande admirador do trabalho, não posso nem falar trabalho: da obra do João Alexandre. Seguindo a definição de profeta, o profeta é quem traz o recado de Deus para o povo de Deus. O profeta não é um vidente. Pra mim, o João Alexandre é um profeta, ele traz, às vezes, recados duríssimos para o povo de Deus, mas recados que a gente necessita ouvir. Desde que eu entrei em contato com o trabalho dele, eu tinha o quê? Três, quatro anos de idade, pelo disco ‘Vento Livre’, da Igreja Batista do Morumbi, disco antigo que meu tio produziu, eu acompanho o trabalho dele, admiro o trabalho dele, admiro a pessoa dele, o que ele representa, fazer com tanto esmero, com tanta qualidade, com tanto conteúdo o que ele faz. Eu até brinco, gravar um disco, pra mim, hoje, e não ter uma música do João Alexandre, eu acho um desperdício (risos). No primeiro CD teve a música ‘Coração’ e agora a faixa título ‘Viver e Cantar’.

Edu Santos: Já que você citou esse ‘Vento Livre’ aí, não só o João Alexandre, mas junto com ele tem o Asaph Borba, tem o…

L.G.: Ghilherme Kerr, Jadir Cabral, Edilson e Estênio Botelho, que, aliás, Edilson e Estênio Botelho foram os que fizeram a música ‘Poemas e Canções’, são dessa mesma galerinha, entendeu? Eles fazem música com esse tipo de conteúdo e foi proposital, claro! No primeiro CD, a faixa 7, tema: ‘Poemas e Canções’, no segundo, a faixa 7, tema: ‘Viver e Cantar’. Primeiro que são parecidos, ‘Poemas e Canções’, ‘Viver e Cantar’, então são essas coisinhas que a gente bota pra dialogar. Você vê, a faixa de trabalho do primeiro disco foi ‘Getsêmani’, que era a faixa 3, fala sobre ressurreição. A faixa de trabalho agora é ‘Ele Vive’, faixa 3 também e a música ‘Ele Vive’ é continuação de ‘Getsêmani’, no sentido de que ‘Getsêmani’ fala da morte de Cristo e ‘Ele Vive’ fala da ressurreição, até cita uma parte da letra do ‘Getsêmani’. Eu tento criar, realmente, essas coisas pro ouvinte se familiarizar, pra poder acompanhar o trabalho e ver que uma coisa é a continuação da outra. Não estou rompendo com o primeiro disco, estou dando continuidade ao trabalho que já foi iniciado.

Luciane Rocha: Muito se perguntava por aí: ‘Por que o Leonardo não lançou antes outro trabalho?’, o pessoal estava ansiando tanto. O que aconteceu Leo?

L.G.: Eu precisava me concentrar em reunir as músicas e em começar a já fazer os arranjos e pré-produção. Pré-produção em dois anos é uma coisa que as pessoas não costumam fazer, realmente foi um exagero da minha parte. Além desses dois anos de pré-produção, ainda se uniu a mais um ano de produção, eu pensei que depois de tanta pré-produção, ‘em três, quatro meses eu gravo o CD’, que nada! Demorei um ano pra gravar o CD. Começamos as gravações em Agosto do ano passado, em Julho ficou masterizado. Ficou pronto a parte do CD.

O DVD ainda demorou mais um pouquinho, então está explicado aí. Foram dois anos de divulgação do primeiro CD, dois anos de pré-produção e mais um ano de gravação. Esse ano de gravação é que foi repleto de experiências maravilhosas, de milagres, tem até uma música, ‘Somente a Ti’, que é uma música do Wendel, um amigo meu, é a música que, na verdade, fecha os três blocos, que fecha o CD.

Depois dessas três músicas só tem o pós-lúdio e as faixas bônus. Essa canção é muito especial pra mim. Primeiro que ela foi feita por um grande amigo meu, o compositor Wendel Matos, o Wendel Matos que está passando por um momento difícil da vida dele. Ele já tinha feito a música há bastante tempo, mas a orquestração dessa música, a orquestra que se ouve ao fundo, ele fez na cama do hospital, em um fim de semana. Ele teve que fazer uma biópsia em uma Sexta-feira, ficou Sábado e Domingo ainda internado e, com o laptop, fez essa orquestração lindíssima e pra coroar ainda mais essa música, ela emenda direto no pós-lúdio ‘Amém’, de um compositor muito famoso de música erudita contemporânea, de coral principalmente, o americano Martin Lawrence. Eu sempre gostei muitos das músicas dele. Ele tem um trabalho com um coral fantástico e eu achei que o ‘Amém’ dele combinasse com a música do Wendel, só que você não pode fazer isso, pegar a obra de um autor, ainda mais tão reconhecido, tão famoso e falar: ‘Eu só quero o ‘Amém” e colar numa outra música. Eu entrei em contato com a editora dele, mandei um e-mail, eles me responderam, aí pediram um mp3 de como eu ia fazer essa colagem. Eu fiz e mandei e eles mandaram pro autor. Ele ouviu, mandou de volta pra editora e aprovou, graças a Deus! Ficou, realmente muito bonito.

Edu Santos: Você é cantor e compositor?

L.G.: Embora eu tenha feito algumas músicas para esse CD, a palavra compositor, assim… Nem todo mundo que escreve é poeta, nem todo mundo que escreve música é compositor, tem meio que um mito nessas palavras. O Wendel que escreveu essa música e fez a orquestração, ele sim é compositor, eu escrevo umas musiquinhas de vez em quando.

Giovane Barbosa: Se o Leonardo não está sabendo, vai ficar sabendo agora, olha só! ‘Poemas e Canções’, foram 60.000 CDs vendidos em praticamente cinco anos, 12.000 CDs a média, né? 12.000 CDs por ano! Uma média de 1.000 durante todos os meses, e sem parar. Isso foi uma grande estatística Leonardo Gonçalves. E ‘Viver e Cantar’, aí que vem, exatamente, a novidade: 5.500 peças vendidas em apenas cinco dias! Sem a gente vir aqui pro ar falar, porque a gente chegou, estávamos esperando chegar o bloco de CD e DVD e agora vem a pergunta pro Leonardo Gonçalves: O que esperar desse novo filho, amigo? 5.500 peças vendidas até hoje, já deve ter ultrapassado 5.500 peças.

L.G.: Bom, o que, na verdade, alegra a gente nessas coisas é a gente saber que o trabalho, que todo o esforço, está chegando na casa das pessoas. Porque essa experiência toda, que não é só minha, mas de todos os compositores, não deve servir de exemplo, mas ela deve servir de ânimo.

Deus sabe o que faz, os planos de Deus ninguém pode alterar e eu louvo a Deus por isso. E se Ele tem grandes planos pra esse CD do ponto de vista numérico, eu louvo a Deus por isso. Se uma pessoa for tocada e uma vida for transformada, eu acho que isso é mais do que qualquer ser humano poderia pedir. Ontem eu tive o privilégio de cantar no batismo de uma moça que está indo se mudar para a Irlanda, ela é jornalista, foi colega de faculdade de uma menina da Igreja Adventista do Brooklin e o primeiro contato que ela teve com a igreja foi através do meu CD. A primeira vez que ela pisou numa igreja teve um sermão e a pessoa cantou a música ‘Volta’ e ela se decidiu pelo batismo, ontem desceu às águas batismais. Graças a Deus conseguiram falar comigo, eu estava livre e pude ir até a igreja do Brooklin acompanhar esse batismo, foi muito emocionante.

Eu louvo a Deus por isso, sabe? Se uma pessoa for tocada, que Deus seja louvado por isso, se eu conseguir transmitir Deus pra uma pessoa, isso é mais do que qualquer ser humano pode pedir, porque a gente sabe que Deus não precisa da gente, Ele não precisa da música, Ele não precisa de mim, Leonardo Gonçalves, pra fazer a sua obra e tocar a vida das pessoas, é o Espírito Santo que faz isso, mas quando Ele nos usa é um privilégio imensurável, indizível.

Edu Santos: Léo, você é cantor. É uma escolha, uma decisão, um ministério…

L.G.: É um chamado.

Luciane Rocha: Você vive pra cantar ou canta pra viver?

L.G.: É, na verdade, eu vou ficar até com as primeiras frases dessa música ‘Viver e Cantar’ do João Alexandre, profeta, poeta, tudo: ‘Quero cantar o que vivo, quero viver o que canto, seja meu riso meu pranto, viver e cantar’.

Luciane Rocha: Fazendo discípulos, né? Tem muitas pessoas aí pelo Brasil, a gente vai nas igrejas e o pessoal está lá com o CD e cantando as músicas do Léo.

L.G.: Como disse Paulo: ‘Sejam imitadores meus enquanto eu sou imitador de Jesus Cristo’, porque, na verdade, Ele é o maior exemplo.

 

Luciane Rocha: Muito bem, sendo assim, encerramos aqui esse bate papo e agradecemos sua participação aqui, Léo.

L.G.: Eu que agradeço.

Para adquirir o CD Viver e Cantar, clique aqui. Visite também o site de Leonardo Gonçalves.






Sai a lista de indicados ao Grammy Latino

30 08 2007

grammy_post.png

A Latin Academy of Recording Arts & Sciences, responsável pela premiação do Grammy Latino, anunciou ontem, dia 29, os indicados em cada categoria. A festa de premiação acontecerá no dia 8 de Novembro no Madala Bay Events Center, em Las Vegas, nos Estados Unidos. A premiação latina foi idealizada em 1997, quando resolveram dissociá-la da premiação principal do Grammy e transformar o que eram apenas algumas categorias, em um evento próprio, nascendo assim, o Latin Grammy Awards, que iniciou suas premiações no ano de 2000.

A versão latina do Grammy é realizada e dividida da mesma forma que o original, por estilos. A ausência dos brasileiros nas categorias principais deve-se ao fato de o Grammy Latino seguir o mesmo esquema do Grammy americano e do Oscar. Como existe um número pequeno de brasileiros filiados à Academia do prêmio são poucos os artistas e gravadoras que enviam material para concorrer nas categorias, mais de 85% dos membros da Academia são mexicanos, cubanos que vivem em Miami, argentinos, colombianos e, graças ao idioma em comum, acabam tendo uma interação muito maior. Por esse motivo, foram criadas categorias à parte para premiar os artistas brasileiros.

Uma das categorias que premia os brasileiros é a de Melhor Album de Música Cristã cantado em Português. Para concorrer nessa categoria, foram anunciados ontem os nomes de Aline Barros, concorrendo com o album Caminho de Milagres (MK Music); Padre Juarez de Castro, com o album Deus Está Aqui (Lua Music); Eyshila, com o album Até Tocar O Céu (MK Music); Cristina Mel, com o album Um Novo Tempo (Line Records); Robinson Monteiro, com o album Uma Nova História (Line Records) e Oficina G3, com o album Elektracustika (MK Music). Ainda a brasileira Pamela, concorre na categoria Melhor Album de Música Cristã em Espanhol, com um album lançado esse ano com versões em espanhol de seus maiores sucesso também pela MK Music.

Para concorrer ao Grammy, não basta apenas ter lançado um trabalho e ele ser bom, é preciso ser filiado à Academia. Para obter maiores informações sobre como se tornar um membro da Academia e poder concorrer em categorias e/ou participar de votações, acesse o site do Grammy Latino ou envie um e-mail para memservices@grammy.com. Se preferir e for fluente em inglês ou espanhol, ligue para 1+(310) 392-3777.





Gravação do DVD Black Gospel Music

29 08 2007

blackgospeldvd_post1.png

No feriado do dia 7 de Setembro próximo, acontece em São Paulo, a gravação do DVD Black Music Gospel de distribuição internacional. O projeto foi concebido pelo Pastor Masaki, líder do Grupo Mayangi Muklisto, de Angola que está no Brasil há 6 anos. Ao conhecer o grupo do Congo Fr. Patrice Ngoy Musoko e Louez I’ Eternel, o Pastor Masaki convidou-os para vir ao Brasil pela primeira vez, para a gravação do DVD que reunirá artistas da Africa e do Brasil.

Esse DVD tem como foco a evangelização na Europa e na África, por isso a princípio, o DVD terá comercialização somente nos continentes Europeu e Africano e sob encomenda para o público no Brasil.

As participações brasileiras ficam a cargo das bandas Kadoshi, Artigo 16, Azuza, Daisy Houston, Kleber Dias e Ministério Eu Sou do Senhor, mostrando ao mundo o avivamento das Igrejas no Brasil, enquanto da África vêm os grupos Fr. Patrice Ngoy Musoko (do Congo), Louez I’Eternel (do Congo) e Mayangi Muklisto (de Angola).


O evento acontece das 13 às 20 horas, no Consulado Music, na Avenida Cruzeiro do Sul, 2737, em Santana, SP, ao lado da estação Carandirú do Metrô. Para maiores informações, ligue para (11) 6193-6855 e 6191-7774.





Os 10 Cds mais vendidos na América

28 08 2007

Confira quais são os 10 CDs mais vendidos nos Estados Unidos, segundo a revista americana Billboard.

1Marvin Sapp Thirsty
2
Vários Artistas – WOW Gospel #1’s Hits
3The Clark Sisters – Live, One Last Time
4Nicole C. Mullen – Sharecropper’s Seed: Vol. 1
5Vários Artistas – WOW Gospel 2007
6Juanita Bynum – A Piece Of My Passion
7J Moss – V2…
8Kirk Franklin – Hero
9Richard Smallwood – Journey: Live In NY
10Tye Tribbett & G.A. – Victory Live!





Abertas vagas para Emanuel Choir

24 08 2007

emanuelchoir_post.png

Essa é para o pessoal do ABC e região. Estão abertas as inscrições para o teste de audição para o Emanuel Choir. Serão realizados testes para as vozes soprano, contralto e tenores e se estenderão até ser preenchido o total de vozes desejada para cada uma delas.

O Emanuel Choir surgiu em Outubro de 2006, é um coral de influência afro americana que tem o intuito de levar unção, salvação de almas, restauração e o shekinah de Deus através do louvor.

A audição é feita aos sábados das 9 às 12h, na Av. Dom Pedro I, 3145 – Vila Luzita, próximo ao Supermercado Nagumo, Santo André – São Paulo. Para maiores informações, ligue para (11) 6828-2991 e 7229-7580, fale com Júnior ou Felipe.





Getsêmani, o mais recente CD de Sérgio Lopes

24 08 2007

sergiolopes_getsemani.png

Foi lançado em 10 de junho o mais recente CD do cantor e compositor Sérgio Lopes, que é conhecido como o poeta da música gospel brasileira.

Getsêmani é o 18º CD de sua carreira. O álbum tem 13 músicas, todas de autoria do próprio Sérgio, com exceção da faixa “Coração” que é de autoria do Pr. Marcos Santarém. O CD contou com a produção de Ronald Fonseca, que já produziu o Ministério Toque no Altar e atualmente trabalha com o Trazendo a Arca.

Uma surpresa é a participação de Serginho, Arthur e Gabriel, filhos de Sérgio Lopes, que tocam guitarra, baixo e bateria, respectivamente, na faixa “Over” que é uma regravação do grupo Altos Louvores, grupo que Sérgio Lopes já integrou.

O CD já pode ser encontrado nas lojas de todo Brasil e para maiores informações acesse o site do cantor www.sergiolopes.net, ou ligue para (21) 3352-9017.





Gravação do CD de Natal do Coral Kades

23 08 2007

gravcdnatalkades_post21.png

No próximo dia 6 de Setembro, uma das maiores revelações no cenário do Black Gospel, o Coral Kades, marcará história, gravando ao vivo o que será o primeiro CD black de Natal brasileiro. O CD contará com músicas inéditas do próprio coral e novos arranjos para músicas já consagradas no mundo inteiro, como ‘O Primeiro Natal’ e ‘Noite de Paz’ e contará com as participações de Reteté Big Band Jazz, Impacto Profundo Hip-Hop, e Riverson Viana.

A gravação acontecerá no Teatro Santo Agostinho, no dia 6 de Setembro como havia dito, às 20:30h. O Teatro fica na Rua Apeninos, 118, próximo à Estação Vergueiro do Metrô, no bairro do Paraíso, em São Paulo. Os ingressos estão a venda no local do evento de Quarta à Domingo das 15 às 20h e na GCS Music, que fica na Rua Conde Sarzedas, 149, loja 32, custando R$ 10.00, antecipado e R$ 15.00 na bilheteria no dia.

A festa promete ser grande e o CD fantástico, vocês não podem perder.